Ultimas

medicina

biologia

Acompanhe:

Tô Rindo Por Fora Mas Desabando Por Dentro

A vida é assim. Não podemos nem nos dar ao luxo de ficarmos enfiados debaixo das cobertas chorando nossas dores, lamentando nossos amores! 

Podemos não! Podemos nada disso… Se estamos com olhos lacrimosos, lá vem um querendo saber o que há, o que fizeram e aí até você responder todo mundo, explicar o que você não quer explicar, acabamos optando por sorrir enquanto a vida vai passando e todos pensando que estamos sempre bem! Sim, sempre felizes! Sempre sorrindo!

Existe aquele tipo de gente que não está nem aí se vão falar que estão um trapo, sofrendo, que não se recuperam, que são fracos e medonhos por serem assim. Eles simplesmente não estão nem aí! Cultuam sua dor e não disfarçam, cultivando dia após dia, uma nuvem espessa sobre suas cabeças. “Mas qual é o problema? Eu estou sofrendo, não estou?”

Porém, existe o tipo que não quer que as pessoas saibam que estão sofrendo. Não querem porque são orgulhosos demais para admitir que sofrem, que foram despedaçados por dentro e que alguém, um dia, ousou ferir-lhes! Então elas sorriem. Um sorriso frouxo, amarelo, de quem está oco por dentro ou, vai saber, transbordando de dor. Se rir demais, acaba chorando sem perceber. Mas ainda sim, mantém sua pose, vão levando os dias nessa visão falsa de si mesmos e quando chegam em casa, se destroem de lamentos sobre o travesseiro. Estão picados por dentro, mas preferem que as pessoas não saibam que eles são seres humanos como outro qualquer e que sofrem. Preferem que eles saibam que são invencíveis, felizes e inatingíveis.

Vou te apresentar agora, aquele outro tipo: o tipo que sorri sofrendo, não por orgulho, não por vergonha do que sente, mas porque acredita que seu sorriso pode aliviar sua dor. Ele até chora durante às noites ou quando olha pela janela tomando uma xícara de chá. Mas ele sabe, que se viver chorando pelos cantos, não vai se curar, não vai adiantar e até deixará as pessoas à sua volta tristes também. Ele não quer que ninguém seja triste por ele estar triste, miudinho em sua dor, sua frustração, seus sentimentos despedaçados. Ele quer sorrir porque cada sorriso seu é uma lágrima a menos em sua alma.


Qual dos três tipos você é?

Bom, bonitinho você sofrer e gritar tanto esse sofrimento que todos saibam e se compadeçam de você, como no primeiro caso. Mas uma hora, toda essa cena se tornará cansativa demais e, de tanto querer a atenção do outro pela sua dor, acabará afastando as pessoas, porque uma hora, amigos, essa dor precisa passar!

Orgulho também não leva ninguém à nada. Se tiver que chorar, chore, afinal, você não é de ferro ou é? Esses extremos são ruins demais para a nossa vida, para nossa saúde emocional. Viver uma mentira por medo de ser ridicularizado por ser humano é péssimo! Seu sorriso acaba se tornando uma prisão que você mesmo construiu onde nem você mesmo saberá quando estará sorrindo de verdade ou quando está sorrindo para encobrir desnecessariamente, a sua dor.

Então, como no último caso, que o sorriso venha como um remédio milagroso, não como um disfarce. Que a receita “sorriso” seja usada, não para esconder a dor que te consome por dentro, mas, para ainda que sofrendo, você possa ser uma pessoa melhor que supera a si mesmo a cada dia.
Fonte: fasdapsicanalise.com.br

Poluição Química Ambiental - Grande Geradora de Doenças Mortais

O que é, tipos de poluição química ambiental, causas, consequências, problemas gerados no meio ambiente, descontaminação, poluentes.

Poluição química é a contaminação ambiental (solo e água principalmente) gerada por produtos químicos. 

Causas

A poluição química pode ser intencional ou acidental. A mais comum é a primeira forma, pois muitas indústrias despejam produtos químicos em rios, lagos ou diretamente na rede de esgoto da cidade, não fazendo o devido tratamento. É comum também a ocorrência de poluição na zona rural, através da contaminação do solo pelo uso excessivo e irregular de pesticidas.

Consequências

A poluição química praticamente elimina a possibilidade de vida nos rios e lagos contaminados. Todo ecossistema pode ser seriamente prejudicado nestes casos. Além de peixes e plantas aquáticas, aves que se alimentam destes peixes também podem morrer.

No solo, pode gerar problemas de contaminação de lençóis freáticos, nascentes de água e até deixar um terreno impróprio para a agricultura ou construção de habitações.

Outro sério problema é quando ocorre o contato de seres humanos com solo ou água contaminada por produtos químicos, pois pode haver o desenvolvimento de doenças ou problemas graves de saúde. 


Descontaminação

Descontaminar solo ou água é um processo de alto custo e , muitas vezes, demorado. Existem casos de terrenos, contaminados por produtos químicos, que ficam décadas sem utilização em função do grau elevado de contaminação e também do poder de toxidade do poluente. 

Nos casos de poluição de rios ou córregos o problema também é sério, pois a água leva o poluente por todo curso, contaminando as margens. É comum também, neste caso, o produto químico ficar depositado no fundo do rio, dificultando muito o processo de descontaminação.

Principais poluentes químicos:


Produtos tóxicos minerais:

- sais de metais pesados
- sais minerais
- mercúrio
- ácidos
- chumbo
- álcalis

Produtos tóxicos orgânicos:

- fenóis
- hidrocarbonetos
- detergentes

Você sabia?

- Contaminar o meio ambiente é considerado um crime ambiental. Pessoas ou empresas que geram poluição química podem ter que pagar multas pesadas ou até mesmo serem presas por esta prática.

- Situações graves ou crônicas de poluição química pode provocar extinção de determinadas espécies animais, caso estas vivam apenas naquele ecosssistema afetado.

- Os países emergentes (Brasil, Rússia, Índia e China) são os que mais apresentam casos de poluição química ambiental no mundo.

- 11 de janeiro é o Dia do Controle da Poluição por Agrotóxicos.
 Fonte: suapesquisa.com

Piercings e Tatuagens Podem Atrapalhar Nas Entrevistas de Empregos?

Embora piercings e tatuagens estejam mais aceitáveis socialmente, uma pesquisa de 2014 com cerca de 3.000 pessoas concluiu que 76% das pessoas acham que tatuagens ou piercings poderiam atrapalhar a chance de conseguir um emprego.

Um estudo de 2015 mostrou que 38% dos jovens entre 18 e 29 anos de idade tinham pelo menos uma tatuagem e 23% apresentavam piercings em outras partes do corpo, fora a orelha. “Tatuagens são muito mais aceitas hoje do que há 20 anos. Ao aconselhar adolescentes, eu recomendo que eles façam uma pesquisa e pensem bem sobre o quê e onde eles querem tatuar”, disse Cora Breuner, líder do relatório.

Orientação

Para os profissionais de saúde, a AAP recomenda que o assunto seja abordado de forma aberta em consultas com adolescentes e que, em caso afirmativo, tais modificações não sejam encaradas como um sinal de automutilação. Em vez de repreendê-los, o ideal é orientá-los a discutir o assunto com seus pais ou algum adulto. Também é importante alertá-los sobre os cuidados e as possíveis consequências dessa atitude.

Cuidados e possíveis complicações

Antes de qualquer um desses procedimento, o ideal é que o adolescente ou jovem garanta que suas vacinas estão em dia e não tome nenhum medicamento que possa comprometer sua imunidade. Também é imprescindível procurar um lugar regulamentado, limpo e com boa reputação.

O documento ressalta que complicações decorrentes de tatuagens são raras e pouco conhecidas, mas incluem infecções, queloides e até vasculite, uma rara inflamação nas veias. Entre os problemas causados por piercings estão infecções, dor, sangramento, cistos, reações alérgicas e cicatrizes. A escarificação, técnica de modificação do corpo que consiste em produzir cicatrizes no corpo através de instrumentos cortantes, pode ter consequências similares, principalmente se o profissional não tiver experiência.

Alguns sinais de que algo está errado e que um médico deve ser procurado são: vermelhidão, inchaço, pus ou secreção, febre, linhas vermelhas na pele e sangramento prolongado (no caso de piercings). Também é importante que o adolescente conte ao médico que a infecção ocorreu após ter colocado um piercing, para que o melhor tratamento possa ser definido com clareza.

Consequências

Embora essas modificações sejam mais aceitáveis socialmente, uma pesquisa de 2014 com cerca de 3.000 pessoas concluiu que 76% das pessoas acham que tatuagens ou piercings poderiam atrapalhar a chance de alguém conseguir um emprego.

“Na maioria dos casos os adolescentes só querem curtir a aparência de um piercing ou tatuagem, mas nós os aconselhamos a conversar com seus pais ou algum adulto antes de tomar qualquer decisão. Até porque, muitas vezes, eles não se dão conta do quão caro é a remoção de uma tatuagem [algumas centenas de dólares, segundo o relatório] ou como um simples piercing na língua pode resultar em um dente quebrado”, explicou David Levine, coautor do relatório.

Modificação ou autolesão?

A diretriz busca também orientar os profissionais de saúde a distinguirem modificações corporais comuns, como piercings e tatuagens, de tentativas mais dramáticas e intensas de automutilação. O problema, conhecido como síndrome da autolesão, inclui cortes, arranhões e até mesmo queimaduras provenientes de uma ação impulsiva ou compulsiva associada a problemas mentais.
Fonte: veja.abril.com.br

10 Hábitos Saudáveis Para Uma Vida Longa

A expectativa de vida média hoje em dia é de cerca de 70 anos. Ela diminuiu da expectativa de vida média de 100 anos de muitos anos atrás. 

Isso porque as pessoas hoje em dia estão menos preocupadas com a saúde e mais preocupadas com coisas sem importância. Isso também acontece porque estamos envolvidos com fast food, refrigerantes e não as frutas e vegetais saudáveis que nossos bisavós costumavam comer. Isso também acontece devido ao risco maior de várias doenças.

Mas ainda assim, apesar de tudo isso, com o devido cuidado, uma pessoa pode ter hábitos saudáveis e viver uma vida longa. Há apenas algumas coisas que precisam ser mudadas. Alguns dos hábitos saudáveis que você precisa introduzir à sua vida são mencionados abaixo:

10. Fique conectado

Estar com as pessoas que você ama, com amigos e família te ajudará a ficar por mais tempo nesse planeta. Interagir regularmente com outras pessoas é a melhor forma de evitar a depressão. Depressão é uma das causas de doenças, especialmente na velhice. Não apenas a interação e ser socialmente ativo evita depressão, mas também há muitos outros benefícios. Psicólogos provaram que exercícios feitos em grupo têm mais impacto na mente e no corpo comparado a se exercitar sozinho.

De forma similar, se você tem companhia enquanto caminha, a caminhada é mais benéfica do que se você caminhasse sozinho. Se não um grupo, você deve ter pelo menos uma companhia regular, alguém que você vê diariamente. Isso é necessário porque eles irão te apoiar e serão os primeiros a notar seus problemas de saúde, cuidarão de você, te levarão ao hospital, etc.

9. Preocupe-se menos

Para viver cem anos, o jargão básico deve ser “não se preocupe”. Tensão e estresse são as raízes de doenças graves. Especialmente se você já passou dos cinquenta, você deve tomar cuidado para não se preocupar muito. As pessoas frequentemente preocupam-se com a família, o trabalho, e até mesmo a idade e a saúde, mas isso deve parar.

Uma pessoa não deve se preocupar desnecessariamente e deixar que as coisas aconteçam. Para isso, há muitos hábitos saudáveis, práticas e terapias. Yoga e meditação são técnicas muito boas e fazem maravilhas nesse aspecto. Até respirar fundo por alguns minutos te ajudará a lidar com as preocupações. Apenas se lembre de não ficar neurótico e relaxar, assim você pode viver mais.

8. Não à aposentadoria

Aposentadoria te fará envelhecer mais rápido. Depois de se aposentar, as chances de obesidade e outras doenças crônicas aumentam exponencialmente. Um estudo com pessoas aposentadas sugere que as pessoas começam a adoecer e morrer pouco depois da aposentadoria, enquanto aqueles que se envolvem com algum outro trabalho mesmo depois da aposentadoria tendem a viver mais.

Depois de se aposentar, o corpo começa a enferrujar. Após a aposentadoria, uma pessoa pode começar a dar aulas em escolas primárias ou outros trabalhos como em museus, ou mesmo trabalhar como consultores, voluntários, etc. Trabalhar após a aposentadoria ajuda seu corpo a ficar ativo e previne e perda de músculos e doenças.

7. Não se desvie dos hábitos saudáveis

Quando médicos examinam as vidas daqueles que viveram mais de um século, eles percebem que eles eram criaturas de hábito: eles acordavam em um horário, dormiam em um horário, comiam o mesmo tipo de alimentos a vida toda e faziam o mesmo tipo de atividade. Manter hábitos saudáveis mantém seu corpo em equilíbrio. Equilíbrio é muito necessário para o corpo ficar em forma por mais tempo. Sem equilíbrio no corpo, ele pode desistir mais rápido.

Mudar sua rotina, por exemplo, começando a acordar tarde, pode prejudicar seu corpo e dificultar para voltar depois. Mudanças de hábito podem enfraquecer o sistema imune do seu corpo e isso é uma coisa que você não quer se quer viver mais tempo.

6. Fibras no café da manhã

Para ter uma vida longa, o açúcar no sangue deve ser controlado. Quando você envelhece, você deve comer uma porção de grãos. Uma refeição integral fará você combater o açúcar no sangue. Grãos são melhores de manhã. A razão de o açúcar no sangue precisar ser controlado é que um aumento do nível de açúcar no sangue pode causar diabetes, o que acelera sua idade.

Para uma vida longa e saudável, isso deve ser evitado e hábitos saudáveis de alimentação no café da manhã podem fazer maravilhas para seus níveis de açúcar no sangue. Então tente comer cereais cheios de fibras no café da manhã cerca de quatro a cinco dias por semana.

5. Dieta fresca

Uma pessoa deve cuidar do que come. A primeira coisa é que a pessoa sempre deve se lembrar de fazer as refeições na hora certa. A segunda coisa é que tudo o que você come seja saudável e fresco. Os dois hábitos saudáveis mencionados são necessários. Fazer as refeições no horário te manterá jovem, ativo e energético. Mas se suas refeições não têm alimentos frescos, não há chances de que você ficará jovem e ao invés disso você ficará doente.

4. Mastigue corretamente

Mastigar seus alimentos corretamente não apenas te ajuda a aproveitar completamente o sabor dos alimentos, mas também é um dos hábitos saudáveis que te ajudam a ficar em forma. Pesquisadores estudando pacientes diabéticos viram que o hábito de não mastigar corretamente e engolir imediatamente pode aumentar o risco de diabetes.

Para viver uma vida longa, a pessoa deve definitivamente tentar evitar o risco de diabetes. Para isso, os médicos recomendam comer devagar e mastigar cada garfada 20 vezes antes de engolir. A pessoa deve criar o hábito de descansar o garfo ou colher após cada mordida, assim o ritmo lento é mantido.

3. Durma por pelo menos seis horas

Se você está tentando adicionar mais horas ao seu dia, você pode estar cortando horas da sua noite. Essa prática de cortar as horas de sono pode tornar seu dia maior, mas por outro lado, adicionar algumas horas de sono pode adicionar alguns anos à sua vida.

Segundo os médicos, uma pessoa deve dormir pelo menos seis horas por noite. A razão de o sono ser tão importante é que ele tem um papel muito importante em regular e curar células do corpo. Assim, dormir pelo tempo recomendado é um dos hábitos saudáveis que nos ajuda a viver por cem anos ou mais.

2. Use fio dental todos os dias

Um estudo na Universidade de Nova York diz queusar fio dental diariamente é um dos hábitos saudáveis importantes para ter uma expectativa de vida melhor. A boca e a gengiva geralmente têm um certo tipo de bactéria que pode causar doenças na gengiva.

Mas isso não se trata somente de gengiva e boca saudáveis. Na verdade, essas bactérias frequentemente chegam ao sangue. Após entrar na corrente sanguínea, elas podem causar inflamação nas artérias, o que em retorno aumenta os riscos de ataques cardíacos. Pesquisadores sempre dizem que aqueles que têm bactérias na boca têm artérias grossas e menos expectativa de vida. Então, uma pessoa deve visitar o dentista de vez em quando e usar fio dental todos os dias. Usar o fio dental diariamente é um hábito essencial para ter uma vida longa e saudável.

1. Exercícios

Todos os profissionais, médicos e pesquisadores acreditam que para ficar jovem para sempre, a condição necessária é que você se exercite regularmente. O exercício para o corpo é similar ao óleo para um carro: não é obrigatório, mas com óleo seu carro anda muito melhor e por mais tempo. Médicos mostraram com seus estudos que hábitos saudáveis de se exercitar regularmente oferecem efeitos duradouros para os músculos, ossos, cérebro e também afeta o humor de uma pessoa.

O importante a se notar é que se exercitar não quer dizer apenas ir à academia. Uma pessoa pode se exercitar de qualquer forma, mesmo uma simples caminhada 30 minutos por dia, ou yoga, ou musculação. O tipo de exercício que uma pessoa faz depende muito de sua capacidade física.
Fonte: mundoboaforma.com.br

Ozena - Obstrução Nasal Decorrente de Edema

A obstrução nasal, decorrente do edema da mucosa, é um dos sintomas mais frequentes da rinite alérgica e, não raro, pode ser apontada como sintoma único e de intensidade variada. 

A persistência pode ocasionar a respiração bucal que pode causar complicações, dependentes da idade da criança, da intensidade e da duração da obstrução. O alívio da obstrução nasal pelo uso de agentes vasoconstritores pode fazer com que eles sejam usados de modo abusivo, ocasionando o agravamento da obstrução por efeito rebote.

Sinusite paranasal

A mucosa nasal se prolonga para o interior dos seios e das vias aéreas inferiores. Tal fato pode justificar o acometimento dos seios paranasais fato muito comum em pacientes com quadros intensos de rinite alérgica. A obstrução nasal e a congestão da mucosa nasal pode obstruir os forâmens de drenagem dos seio paranais tornando a região propícia para as infecções bacterianas – sinusite bacteriana e suas complicações.

Rinite atrófica

A rinite atrófica, ou ozena, está associada à atrofiada mucosa nasal e cornetos com formação excessiva de crostas e secreção mucopurulenta. Esta condição causa odor extremamente desagradável, o qual pode ser facilmente percebido por outras pessoas, tornando-se uma condição socialmente debilitante.  A rinite atrófica pode ser causada por diversos fatores (hereditário, infecciosos, nutricionais, endócrinos), mas chama atenção o fator medicamentoso (uso abusivo de descongestionante nasais). O tratamento é afastar as possíveis causas e irrigação das narinas com solução salina.

Causas

A rinite alérgica em geral é causada por produtos inalantes, produtos químicos e alimentos. Os inalantes costumam produzir uma resposta alérgica imediata após a exposição, tornando fácil a sua identificação. Os agentes inalantes costumam ser polens, pelos de animais, esporos de fungos e poeiras domésticas (cascas de ácaros e insetos). As alergias alimentares são mais difíceis de diagnosticar. Os sintomas de alergia alimentar fixa,surgem cada vez que o alimento é ingerido, e a alergia alimentar cíclica baseia-se na quantidade e frequência que o alérgeno é consumido.

Como produtos adicionados aos alimentos (aromatizantes, corantes, conservantes, educolantes, etc) são cada vez mais frequentes as alergias alimentares podem ser causadas por estes produtos e não pelo alimento em si.

Sintomas

A rinite alérgica apresenta-se obstrução nasal, prurido nasal, coriza e crises de espirro. Alguns pacientes podem manifestar hiperemia e prurido oculares e lacrimejamento, caracterizando a rinoconjuntivite alérgica. A obstrução nasal, decorrente do edema da mucosa, é um dos sintomas mais frequentes da rinite alérgica e, não raro, pode ser apontada como sintoma único e de intensidade variada. A persistência pode ocasionar a respiração bucal que pode causar complicações, dependentes da idade, da intensidade e da duração da obstrução.

A rinite alérgica pode ser subdividida em sazonal e perene, ou seja ocorrer eventualmente ou se um fato contínuo. Este fato norteia o tratamento adequado.

Fatores de risco

A mucosa nasal apresenta uma riqueza vascular e uma considerável inervação neurovegetativa torna as fossas nasais e as cavidades paranasais predispostas à reação alérgica. As glândulas nasais respondem com hipersecreção, causando a rinorreia, por estímulos do sistema nervoso autônomo que media ambos, o tônus vascular e as secreções. A inervação simpática contrai os vasos, reduzindo as secreções, enquanto o sistema parassimpático produz vasodilatação, aumentando as secreções nasais. Estes fenômenos pode bem ser sentido quando estamos exposto ao clima frio, onde ocorre uma maior produção de muco no sentido de aquecer o ar que entra em nossas narinas e ao mesmo tempo lubrificando-a. Assim, é fácil entender que o excesso de utilização de ar condicionado pode provocar cronicamente lesões na mucosa nasal expondo a pessoa a apresentar rinites alérgicas. Sem considerar o enorme potencial dos sistemas de ar condicionado com manutenção vencida, foco de ácaros e outros produtos animais de alta antigenicidade.
Fonte: medicinageriatrica.com.br



saúde

curiosidades

psicologia

 
Copyright © 2011 - 2014 O Controle da Mente - A Ciência em Ação!